segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Somente um dia

Dentro de mim não há razão para não ser para sempre.

Talvez não haja volta, a decisão já foi tomada as palavras ditas e o sentimento lançado ao vento.

Que eu possa ao menos dizer te amo nos meus sonhos mais loucos, que você volte depois da curva do amanhã, que você possa ser o meu presente de hoje.

Que a minha solidão tenha a companhia do seu sorriso, que a sua ausência não seja maior que a distância dos seus lábios sussurrando em meu ouvido. Que o único som que faça você se calar seja o que vem das batidas do seu coração.

Que minhas mãos possam te alcançar quando você precisar, que minhas esperanças se renovem cada vez que seus olhos se abrem.

Que o amanhã traga a certeza de que nada foi em vão.

Que eu aprenda que distância não significa esquecimento, que você se aconchegue em meus braços e eu possa te ver adormecer e desta forma livrar-te de todo mal.

Que compreenda que o amor é como o sol você não precisa ver para saber que ele existe.

Que eu não precise procurar por aquilo que já encontrei.

E que quando você acreditar que meu amor era tão grande quanto descrevi apenas sorria e contemple o que eu chamo de felicidade.

Keli Wolinger

3 comentários:

  1. Existe aquele lance de "não me arrependo de nada que fiz". Não acredito nisso. Todos nós nos arrependemos de algumas coisas, mas acredito que apesar dos erros, o tempo não volta. Então sempre aprendemos com nossos proprios erros.

    Boa quarta!

    ResponderExcluir
  2. http://www.jovem-tribuna.blogspot.com/

    comenta lá ;)

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Outros Tempos