segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Dois destinos um só caminho


Se auto conhecer é uma aventura. É como mergulhar no desconhecido de águas escuras e profundas onde o maior dos nossos inimigos, 'o medo' habita.

Deliberados humanos somos feridos e ferimos naturalmente.

Podemos odiar na mesma intensidade que amamos.

Aceitar nossos erros é admitir que todos são passíveis a falhas, até mesmo aqueles que insistimos em não perdoar, porque de alguma forma erraram conosco.

Aceitar o não algumas vezes significa auto preservação.
Ouvir a voz da experiência pode nos livrar de algumas cicatrizes na alma.

Aprender a lição de que somos ‘duos’ habitando apenas um corpo, não é uma tarefa fácil apenas mais um teste de resistência da escola que chamamos de vida.

Dedicado a um amigo especial.
Para você muita serenidade, que encontre as respostas que procura, mas não as que deseja nem sempre são as corretas e sim as mais fáceis de serem explicadas.

Keli Wolinger

6 comentários:

  1. Oi Keli,
    obrigada pela visita e comentário.
    Perdoe - me a demora.. rs, fico feliz por ter gostado do texto.
    Estarei lendo o conto, adoro os textos do Diogo também.. rs estarei comentando em seguida. Um beijo enorme.

    Qualquer coisa, meu email se encontra logo no perfil.

    ResponderExcluir
  2. É uma loucura se conhecer. E as vezes doloroso qdo descobrimos nossos defeitos e que além de tudo fazem parte da nossa essência e nem notamos que erramos!


    Parabéns


    bjos

    ResponderExcluir
  3. Obrigada Priscila! Aguardo seu comentário e visitarei sempre seu Blog :D

    ResponderExcluir
  4. Thayse...

    Ficar íntimos de nós mesmo é assustador porque percebemos do que somos capazes e até onde podemos ir.

    Bjos saudades,

    Keli

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Outros Tempos