quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Sem saber do amanhã


“Desenhei miragens tolas nas margens do seu deserto e uma verdade impossível só pra ter você por perto. Skank”



Dentro de mim existe uma louca e uma coerente. Depende de qual desperta pode – se ouvir os pensamentos pedindo conselhos ao silêncio. Nunca saberei ao certo qual o resultado do estrago que causei. Do medo que escondi, do grito que silenciei, da lágrima que caiu e do beijo que te neguei. Minha alma está algemada em memórias irreais, dentro do peito arde a chama da lucidez. Você duvidou da minha coragem e da sensatez das minhas palavras. Também sei ser fogo sem queimar e saudade de doer. Quando te disse para não voltar fui sincera, porém você não acreditou que eu desataria os laços que nos uniam. Na verdade seu orgulho jamais permitiu admitir que eu sobreviveria sem a sua presença. Seu sorriso não me assusta, sua voz não me condena. Por mais distante que eu deseje estar desse amor mais profundo ele adentra na caixa torácica. Que me sufoque a distância, ainda assim sussurrarei verdades. Não temo tempestades, pois os ventos desalinham meus cabelos e me fazem voar. Quando meus pés tocam o céu, fecho os olhos, uma certeza me faz recuar... eu morri. Com um riso travesso lá vai o amor, saltitando pelas nuvens levando em suas mãos aquilo que um dia chamei de coração.

Keli Wolinger

9 comentários:

  1. Essa louca corrente existe dentro de todos nós. Uns de maneira moderada, outros de formas mais expressivas.

    Bju

    ResponderExcluir
  2. É minha linda, o amor qdo decidi ir, leva consigo tudo aquilo de bom que em nós ele quis um dia construir....dói sim, dói demais. Mas essa morte carrega consigo a forçça que nos ensina arenascer. E que assim seja com vc, o qto antes.

    Bjos meus pra ti linda.

    Erikah

    ResponderExcluir
  3. La vai o amor, saltitando pelas nuivenms...lindo, vc é surpreendente por isso é tão bom vir aqui, vc é sempre uma belezura em suas postagens, acho q merece receber bjos, bjos ebjossssssssss

    ResponderExcluir
  4. Saudades, vc é muito importante neste espaço portanto desejo q esteja em paz e q volte para apagar esta suadade de vc q insiste em visitar ao coração do tio, pra vc bjos, bjos e bjosssssssssss

    ResponderExcluir
  5. Ola! eu tenho o costume de pular blog rm blog por ai e depois de ter a sorte em cair em um blog com um conteúdo tão admiravém, eu me surpreendi com seu sobre nome que é o mesmo que o meu rs, eu acho que somo um pouquinho família
    Feliz Natal! check-matte.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Brunno! Saudadona de ti....

    Prometo compensar a ausência :)

    Teria outro nome além de amor? Essa intensa corrente que nos faz voar.

    Bjos, Keli

    ResponderExcluir
  7. Erikah...

    Há muito já não sofro por amor... rss esse é um mal que curamos quando descobrimos o amor próprio.
    Mas como sou meramente humana, não posso deixar de observar aqueles ao meu redor que são acometidos dessa doença e deste modo deixo a eles minha sincera homenagem.

    Abraços e bjos de luz!

    Keli

    ResponderExcluir
  8. Wenderlen,

    Sempre um lorde. Prometo (vou tentar) não me afastar do blog, mas sempre dou uma espiadela pelos espaços da blogosfera dos meus amigos.

    Grande abraço,

    Keli

    ResponderExcluir
  9. Wolly,

    Seja bem vindo!

    E quem sabe não somos parentes??? Rsss... a família é grande e pelo que sei com esse sobrenome vieram apenas dois irmãos para o Brasil, o qual se perderam e espalhou-se a geração. porém todos tem graus de parentesco ;)

    Volte quando desejar.

    Abraços, Keli

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Outros Tempos