segunda-feira, 14 de junho de 2010

Reinicio


Deixei-me consumir pelo inexato.

Pequenos fragmentos de sanidade tomaram conta de mim e me levaram por caminhos que quero, mas nem sei.

De tanto me perder acabei por me encontrar dentro do cárcere, que não aprisionava o corpo e sim algemava minha emoção.

Alienada por uma liberdade sufocante de culpas do passado deixei de existir. E quando minhas palavras se tornaram meu silêncio restou-me apenas a arte de proteger meu coração, abraçar-me e recomeçar tudo de novo.

Keli Wolinger

10 comentários:

  1. Eu prefiro a insanidade, pena que só me resta a sanidade...

    PS: Tá bacana o novo layout! =)

    ResponderExcluir
  2. Mais uma vez começar de novo!!!
    Tenta aí
    ...

    ResponderExcluir
  3. Owww, nem vou comentar seu post... Dispensa comentários.

    Mas... adorei o novo visu do blog. Mais limpo.

    Beijosss

    ResponderExcluir
  4. ...
    Isso, sempre podendo fazer um novo fim.
    Beijooo.
    ...

    ResponderExcluir
  5. Se há forças, haverá um recomeço.


    Beijo.

    ResponderExcluir
  6. Alan...

    O que ocorre é que mesmo dizendo que temos sanidade ainda somos insensatos.

    Abraços,

    Keli

    ResponderExcluir
  7. Marcelo,

    Recomeço é sempre difícil mas significa renovação.

    Bjos,

    Keli

    ResponderExcluir
  8. Obrigada Brunno :D

    Da próxima farei uma profecia para você.

    Abraços,

    Keli

    ResponderExcluir
  9. Júlio...

    A velha história não se pode mudar o começo, mas se pode inventar um novo final.

    Sábio Chaplin.

    Bjos,

    Keli

    ResponderExcluir
  10. Priscila,

    Mesmo quando elas são poucas ainda persistem.

    Bjos,

    Keli

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Outros Tempos