sexta-feira, 22 de julho de 2011

Eu sem amor não sou eu




Permita-me olhar em seus olhos e não silenciar o que se passa dentro do peito. Deixe-me ser mais do que seus olhos podem ver, seus dedos tocar e sua pele sentir. Quero ser o benefício da dúvida que atormenta, porém acalma. Surpreenda-me com o acalento da alma que transcende versos, silencia palavras, arrepia a pele e reverbera emoções. Deixo-te meias verdades para que me dê sua mão e metade de um inteiro. Permita-me ser eu mesmo diante de ti caleidoscópica, atemporal, viva. Cansei de ser presença quero me fazer ausência para ser sentida, lembrada, desejada. Deixo-me levar pelo medo, não aquele que impede, mas o que instiga só assim saberei as reticências. Te beijo com riso nos lábios, esperança no coração e liberdade na alma . Apenas feche os olhos e deixe o vento nos levar.

Keli Wolinger

Fisicamente, habitamos um espaço, mas, sentimentalmente, somos habitados por uma memória. José Saramago

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Refiro-me a ti


"Mesmo que a rota da minha vida me conduza a uma estrela, nem por isso fui dispensado de percorrer os caminhos do mundo." - José Saramago
Paixões da minha vida Kadu e Mari
Que de todo amor que trago no peito
Seja feito de versos em mim
Para num silêncio, enfim encontrar e deixar a vida acontecer
Só para dizer depois que foi pra você que guardei o melhor de mim
Foi no brilho dos seus olhos que vi a primeira estrela brilhar,
O sol risonho venho me contar que a saudade tem um sabor doce quanto estou a te esperar
Que o aconchego do abraço fica melhor nos seus braços
E sua mágica inocência transforma o mundo num lugar mais bonito
Infinito de sonhos que faz um colorido novo a cada amanhecer

Keli Wolinger

Perdoem minha ausência que se fez prolongada, mas o tempo se estendeu além do espaço entre meus dedos e vontades. Uma metamorfose inunda meus dias, noite, horas e faz transbordar mudanças de passos ao traçar rotas e destino. Se todos bem sabem, minha singularidade se faz presente em tudo que toco, vejo e faço. Que assim seja do anseio que virou caminho e desejos traçaram-se verdades do pó ao ouro. Em meus dias se apresentaram surpresas profissionais, acadêmicas, pessoais, uma evolução do ciclo contínuo da vida o amanhecer de cada pluralidade. E o misticismo do meu ser em seu imaginário paralelo escolheu o dia de hoje para o retorno. Uma data especial em todos os seus aspectos oníricos e experimentais dedico a você minha doce e ao mesmo tempo valente Mariana, sobrinha amada que hoje completa mais um aniversário. Soberana, esse é o significado do seu nome, e assim, deve ser seus dias repletos de sonhos realizados. Te amo minha linda!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Outros Tempos